Agosto Dourado: campanha visa destacar a importância da amamentação para o desenvolvimento das crianças

0
Slider

Conscientizar e esclarecer a importância da amamentação para o desenvolvimento dos bebês é o principal objetivo da campanha Agosto Dourado. Criada em 1992 pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), o movimento visa promover ações relacionadas ao tema, durante todo o mês de agosto. A cor dourada está ligada ao padrão ouro de qualidade atribuído ao leite materno. Em Urussanga, a Secretaria Municipal de Saúde adotou a campanha e alertará gestantes e puérperas sobre a importância do aleitamento materno.

O leite materno é considerado o alimento mais completo para os bebês, pois sacia a fome; diminui a chance de doenças como hipertensão, diabetes e obesidade; reduz os riscos de infecções e alergias; contribui na melhora nutricional; além de ter ligação positiva com a inteligência da criança e o vínculo entre mamãe e bebê. “Amamentar é um ato de amor, de ofertar o alimento e ter aquele contato pele a pele e visual com o bebê. O leite materno é repleto de anticorpos fundamentais para a saúde e a resistência da criança a doenças. É fundamental que ela o receba como única fonte de alimento até os seis meses. Não há uma idade limite para a amamentação, mas especialistas sugerem que ele deve continuar até os dois anos ou mais”, explica a enfermeira da Atenção Primária à Saúde de Urussanga, Beatriz Rossetti.

Ela lembra que, mesmo com a introdução da alimentação complementar após o sexto mês, a amamentação e o leite materno continuam a trazer vantagens para a criança e para a mãe. “Além de o aleitamento materno ser uma fonte de praticidade e economia, já que está pronto e na temperatura ideal e evita os gastos com suplementação e leites industrializados, o aleitamento materno ainda traz benefícios para a mulher. Pesquisas mostram que o ato diminui o sangramento pós parto e estimula a volta do útero para a cavidade uterina. Outros benefícios são a aceleração na perda de peso; redução da chance de cânceres de mama, ovário e endométrio; prevenção da osteoporose; e redução na incidência de doenças cardiovasculares”, explica a enfermeira.

Atualmente, Urussanga tem 70 crianças em fase de amamentação exclusiva.

Atividades em Urussanga

A campanha Agosto Dourado em Urussanga está sendo pensada de modo a trabalhar e alertar sobre todos os aspectos relativos ao tema “amamentação”. Pensando nisso, a Secretária de Saúde organizou uma equipe que levará o assunto para as mídias oficiais da Prefeitura Municipal e também para os veículos de imprensa locais, além de uma palestra aberta ao público que abordará o tema de maneira abrangente.

“Pensamos em um curso que acolha a todas as mulheres que tem bebê em fase de amamentação, bem como as grávidas que já querem se preparar para esse momento tão especial. Vamos falar sobre a pega correta, dar dicas, falar sobre fases, cuidados, motivos e benefícios, entre tantos outros assuntos”, garante a enfermeira da Atenção Primária à Saúde de Urussanga, Beatriz Rossetti.

Outro tema que será explorado durante o mês de agosto, será a parte psicológica e clínica do processo de amamentação, inclusive sobre os casos de mães que não conseguem amamentar seus filhos. “Abordaremos também a parte farmacológica e nutricional. Quais medicamentos e alimentos podem ser consumidos ou devem ser evitados; quais chás são indicados ou proibidos durante a fase de amamentação”, completa a profissional.

A palestra será realizada no dia 22 de agosto e mais detalhes podem ser acompanhados nas redes sociais da Prefeitura de Urussanga e Secretaria de Saúde.

Slider