Capital federal faz 62 anos com extensa programação cultural

0
foto: Agencia Brasil - Eixo Rodoviário de Brasília
Slider

A comemoração dos 62 anos da capital federal nesta quinta-feira (21) tem ampla programação cultural. Ao todo, 17 equipamentos culturais terão atividades artísticas. Batizado de Sorria, Brasília, o projeto comemorativo tem eventos até o próximo domingo (24). De shows a mostras de cinema; de exposições a feiras de economia criativa; de espetáculos populares a apresentações de orquestras, como a Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro, a cidade estará repleta de atrações em comemoração ao aniversário.

Segundo o governo do Distrito Federal (GDF), serão investidos R$ 700 mil nas atividades culturais. Entre os eventos está a reabertura da mostra Poeira, Lona e Concreto, que retrata os primeiros tempos da construção da cidade, no Museu Vivo da Memória Candanga.

Capital Ibero-Americana das Culturas

Outro destaque é a ocupação externa do Eixo Cultural Ibero-Americano, antigo espaço Funarte de Brasília, que tem programação voltada ao encontro das famílias e de amigos em torno do seu vasto gramado e galerias com piquenique, Festival de Orquestras Populares, Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro, shows e desenhaço. A programação reforça o ano Brasília Capital Ibero-Americana das Culturas, título mundial outorgado em 2022 à cidade.

Cinema

O Cine Brasília, que também comemora aniversário de 62 anos em 22 de abril, segue programação especial e aberta ao público com seleção de filmes emblemáticos e espetáculo comemorativo da Companhia de Comédia Os Melhores do Mundo.

As ações também são intensas na Concha Acústica, com shows e mostra de cinema, no Museu de Arte de Brasília (MAB) e no Memorial dos Povos Indígenas.

Catetinho

Brasília - O Catetinho, primeira residência oficial do presidente Juscelino Kubitschek na capital federal é um pequeno museu aberto à visitação pública, projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer (José Cruz/Agência Brasil)
Brasília – O Catetinho, primeira residência oficial do presidente Juscelino Kubitschek na capital federal é um pequeno museu aberto à visitação pública, projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer (José Cruz/Agência Brasil) – José Cruz/Arquivo Agência Brasil

O Catetinho, primeira residência oficial de Juscelino Kubitschek na construção da capital, reabre para comemorar os 62 anos de Brasília, depois de dois anos fechado.

O museu passou por manutenção do telhado ao piso de cimento da estrutura arquitetônica com pilotis, desenhada por Oscar Niemeyer, em 1956.

Ao todo, foram investidos R$ 396,6 mil e, durante a manutenção, o acervo de 466 itens – entre peças de mobiliário, utensílios, livros, discos e outros objetos, que Juscelino Kubitschek utilizou até 1959, quando ficou pronto o Palácio da Alvorada – foi embalado e armazenado no Centro de Dança, espaço cultural da Secretaria de Cultura do DF.

Torre de TV

A Torre de TV de Brasília é uma torre de transmissão radiofônica e televisiva construída em Brasília e inaugurada em 1967 com 224 metros de altura.
A Torre de TV de Brasília é uma torre de transmissão radiofônica e televisiva construída em Brasília e inaugurada em 1967 com 224 metros de altura. – Marcello Casal Jr/ Arquivo Agência Brasil

Na Torre de TV, na região central da cidade, haverá uma estrutura especial para a Virada Cultural Brasília 62 Anos que trará programação repleta de música, com DJs e atrações ao vivo além de companhia teatral. Pensado para todas as idades, o evento terá área kids e praça de alimentação.

As ações culturais e esportivas serão concentradas no Palco 360, no gramado em frente à torre, que receberá shows de artistas. Durante à tarde, as crianças poderão se divertir com a Cia Teatral Néia & Nando com o espetáculo Moana, baseado na famosa animação da Disney.

Uma das atrações mais aguardadas é a do pernambucano Lenine, que trará sua turnê Rizoma, a partir das 20h. A Festa Criolina fecha as atividades da quinta-feira com muita música.

Confira a programação completa:

Museu do Catetinho

9h – Reabertura do espaço cultural revitalizado e cerimônia de entrega da Medalha Seu Teodoro, com quarteto da Orquestra Sinfônica.

Eixo Cultural Ibero-Americano

10h às 18h – Piquenique no gramado.

10h às 17h – Mostra O Mito de Brasília, gravuras de Pedro Garcia.

10h às 12h – Contação de histórias.

12h às 13h – 7 na Roda

13h30 às 15h30 – Coisa Nossa

14h às 20h – Feira Colaborativa.

16h às 17h – Ellen Oléria.

18h às 20h – Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro

20h às 20h30 – Ballet dança by Juan Carlos Vega.

Biblioteca Nacional de Brasília
8h às 14h – Poema em Cartaz.

Museu da Cidade
9h às 17h – Exposição permanente.

Espaço Lúcio Costa
9h às 17h – Exposição permanente.

Museu Nacional da República
9h às 18h30 – Exposição Xingu 57 e Envenenada: profanações e polimorfismo tonais.

Panteão da Pátria
9h às 17h – Exposição permanente.
19h às 22h– Brasília Museu Aberto.

Museu de Arte da Brasília
9h – Exposições.

Museu Vivo da Memória Candanga
9h às 17h –  Exposição Poeira Lona e Concreto.

Complexo Cultural de Planaltina
9h às 19h – Exposição Via Sacra ao Vivo de Planaltina – Rumo aos 50 anos.

Memorial dos Povos Indígenas
10h às 17h – Feira étnica com shows de Nubia Batista, Eliaquim Camilo, Natasha Barros e Gilberto Cruz. Exposição Artes para Descobrir as Culturas.

Espaço Cultural Renato Russo
15h – Reabertura da Gibiteca TT Catalão.

Concha Acústica
17h – Digão (Raimundos).

Cine Brasília
20h – Especial Os Melhores do Mundo.

Torre de TV (Palco 360)
8h – Aulão Fitness com a Academia Unique
15h – Cia Teatral Néia & Nando apresentando “Moana”
19h – DJs
20h – Lenine
21h30 – Festa Criolina

fonte: Agencia Brasil

Slider