Deputados cobram liberação de rodovia para caminhões com nove eixos

0
Slider

Parlamentares defenderam a liberação da SC-163, entre São Miguel do Oeste e Itapiranga, para o tráfego de caminhões com nove eixos durante a sessão de quarta-feira (3) da Assembleia Legislativa.

“Inadmissível chegar a 20 km de casa e ter de achar um posto de gasolina para desengatar o caminhão. Que o governo de imediato libere para trafegarem pelo menos vazios, não tem lógica não poder rodar vazio, o caminhão pesa 18 toneladas e a rodovia já está liberada para 37 toneladas”, argumentou Jaksom Castelli (União), aludindo à SC-163.

O deputado afirmou que conhece a opinião dos técnicos de que “a rodovia não dá condições” para o tráfego de bitrens e defendeu uma decisão política.

“Limitem a velocidade, mas liberem de imediato para andarem vazios e façam um estudo para os caminhões que descem do Norte, eles trazem desenvolvimento para  Santa Catarina”, indicou Castelli.

O parlamentar, que é empresário de transporte, demonstrou surpresa com o diesel mais caro que a gasolina e revelou que o cartão de crédito dado aos motoristas pelas empresas transportadoras passou de R$ 10 mil para R$ 50 mil para suportar as despesas do caminhão.

Ricardo Alba (União) apoiou o colega.

“Quero me colocar ao lado de Vossa Excelência, cobrar do governo do estado que o caminhoneiro possa trafegar com nove eixos, pelo menos sem carga”, afirmou Alba, que classificou o trecho federal da 163, de São Miguel do Oeste a Dionísio Cerqueira, como “o pior trecho de uma rodovia federal no país”.

Dia Nacional da Saúde
Neodi Saretta (PT) destacou a passagem do Dia Nacional da Saúde, celebrado nesta sexta-feira (5), e reivindicou mais recursos para a saúde.

“Vivemos uma época em que os caixas estão abarrotados, das prefeituras, dos estados e da União, mas a população amarga um arroxo enorme, com inflação, preços disparando e milhares de pessoas esperando cirurgias eletivas. Tem de colocar essa prioridade em termos de recursos públicos”, ponderou o presidente da Comissão de Saúde.

Líder do Governo
Valdir Cobalchini (MDB) informou aos colegas que recebeu ligação do governador Carlos Moisés convidando-o para a liderança do governo na Casa do Povo.

“Aceitei o desafio, é uma responsabilidade, mas durante o calendário especial não teremos muitas pautas polêmicas”, brincou o novo líder.

Regionalização da saúde
Cobalchini anunciou o protocolo de projeto de lei instituindo a política estadual de regionalização da saúde.

“O estado possui sete macrorregiões, proponho que nessas macrorregiões o estado possa habilitar média e alta complexidade de forma que as pessoas tenham atendimento próximo de onde moram, para acabar com a ambulanciaterapia”, justificou Cobalchini.

Vítor Santos
AGÊNCIA AL
Slider