Morro da Fumaça: Samae reforça importância do uso consciente de água

0
Slider
A chuva registrada nessa sexta-feira e sábado amenizaram um pouco da estiagem, mas não o suficiente para solucionar o problema que tem afetado, inclusive Morro da Fumaça. Por isso, o diretor-presidente do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Samae), Rogério Sorato pede que as pessoas sigam utilizando a água de forma consciente. “Continuamos em situação de alerta decretado na semana passada devido à escassez de chuva. Por isso é importante que a comunidade siga com aquelas medidas de economia para evitar que falte”, comenta.

O Samae, a Defesa Civil e a Secretaria do Sistema de Infraestrutura têm trabalhado constantemente nos últimos meses para evitar que os fumacenses fiquem sem água, entre elas está a instalação de uma captação de água em lagoas formadas pela extração de areia.

Nesta semana, fala Sorato, também foi instalado um macromedidor e desligada uma rede de abastecimento de água de ferro que funcionava desde 1979, que levava água à parte do Centro e do bairro Esperança. “Esta iniciativa vai trazer melhorias de pressão e qualidade da água, pois a rede de ferro antiga vinha sujando a água, principalmente, nos sábados, quando o consumo aumenta. Devido ao aumento da pressão, houve arraste de material precipitado nestes tubos e algumas reclamações de água suja. Então a equipe do Samae fez providenciou a limpeza das redes. A água não traz risco à saúde, porém, deve ser descartada”, fala.

Decreto de Situação de Alerta

Entre as medidas, o Decreto 84/2020, que declara Situação de Alerta na cidade, proíbe a utilização de água fornecida pelo Samae para abastecimento e substituição de água de piscinas, para lavagem de veículos em geral, utilização de lava jatos de uso doméstico, bem como lavagem de calçadas, telhados, e similares, por 30 dias ou até que se reestabeleça a normalidade de abastecimento de água. “Estamos preocupados com a situação da estiagem que afeta não só Morro da Fumaça, mas várias cidades da região. Este decreto nos ajuda a traças novas estratégias para garantir o abastecimento”, diz o prefeito, Noi Coral.

Além do Samae, trabalham também na busca por evitar a falta de água, a Defesa Civil e a Secretaria do Sistema de Infraestrutura. “Os órgãos municipais envolvidos têm feito um grande trabalho há meses, sempre com planejamento e ações. Um exemplo é o Samae que já trabalhava constantemente antes desta estiagem, sempre monitorando e buscando novas fontes de água para garantir o abastecimento da cidade”, fala o vice-prefeito, Eduardo Sartor Guollo.

Slider