Para mim ou para eu? | Por Dra. Andréa Debiasi

0
Dra. Andréa Debiasi | Colunista Canal do Sul
Slider

Olá, Leitor! Tudo bem?

As expressões “Para mim” e “Para eu” são bastante utilizadas e ambas estão corretas e existem na Língua Portuguesa. Contudo, devem ser usadas conforme o contexto e de acordo às regras. Caso contrário, será cometido erro.

Vamos aprender?

1. “Para eu”:

Quando usar?

– “Eu” assume a função de sujeito em uma oração. Portanto, deve estar sempre acompanhado de uma ação, com um verbo no infinitivo (sem estar conjugado).

Exemplos:

a) Tem muito dinheiro para eu gastar.

b) Há muitos caminhos para eu seguir.

2. “Para mim”:

Quando usar?

– “Mim” é um pronome pessoal oblíquo tônico. Por isso, deve estar sempre precedido por uma preposição (para, de, com, dentre outras). Só será utilizado quando desempenhar a função de complemento em uma oração.

Exemplos:

a) Você pode comprar o sapato para mim?

b) Aquele chocolate é para mim, não para você.

Até a próxima coluna e boa aprendizagem!

Slider