Prefeitura de São Ludgero assina Cooperação Técnica com a Febave

0
Slider

Com o objetivo de dar continuidade às ações desenvolvidas em São Ludgero relacionadas cães e gatos visando um maior controle dos animais, minimizando o abandono em vias públicas, trabalho o qual já é referência no estado de Santa Catarina, a Prefeitura Municipal firmará Cooperação Técnica com a Fundação Educacional Barriga Verde (Febave) no que se refere a implantação de microchip, castração, atendimentos clínico e cirúrgico e trabalhos de conscientização junto a comunidade. O ato de assinatura acontece amanhã, quinta-feira, 7 de novembro, às 9 horas, no Gabinete do Prefeito.

Os trabalhos relacionados a cães e gatos na cidade desenvolvidos é resultado de uma parceria entre a Prefeitura Municipal, a Associação Proteção Animal (Apa) com participação da SOS Animais, com as ções sendo intensificadas nos últimos anos.

Pela Febave, os trabalhos serão realizados através do Curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário Barriga Verde (Unibave).

Para que toda a ação fosse legal, a participação dos vereadores foi importante no que se refere a aprovação da Lei Ordinária nº 2.172/2019, tornando possível a Cooperação Técnica que tem validade de um ano, podendo renovar por igual período.

O prefeito de São Ludgero, Ibaneis Lembeck, o Iba, lembra que a atuação em relação aos animais de rua requer mais do que recurso público, é preciso comprometimento e a participação da sociedade num todo. “A população de São Ludgero deseja resolver por definitivo a situação dos animais abandonados e para isso é preciso não somente a ação pública, da APA, da SOS, e da Unibave/Febave, é preciso que as famílias de nosso município participem e façam sua parte”, alerta. Ele finaliza dizendo que é preciso, também, uma maior reflexão e consciência por parte de muitas pessoas quando decidirem comprar ou ter um animal. “Gato e cachorro necessitam de cuidados especiais e vivem vários anos. Quando não querem mais, abandoná-los nas ruas e comunidades não resolve a situação, pelo contrário, irá gerar um problema para outras pessoas e até um problema de saúde pública, motivando gastos públicos para controlar a situação”, lembra o prefeito.

Saiba quanto o município pagará a Febave por determinadas atividades/procedimentos:

– Castração (até 29 animais) – R$ 100,00 cada animal (Transporte por conta da Febave)

– Castração (acima de 30 animais) – R$ 80,00 cada animal (Transporte por conta da Febave)

– Retirada cérebro – R$ 90,00 cada (Transporte por conta da Febave e envio laboratório por conta da Prefeitura)

– Microchipagem – R$ 20,00 cada animal

 

   O que compete a Febave:     

– Realizar o procedimento cirúrgico de castração e implantação de microchip dos animais de maneira ética e de qualidade, sendo oito animais por semana, sempre nas terças-feiras;

– Realizar o translado dos animais de, um único ponto de apoio, de São Ludgero para o Hospital Veterinário Unibave/Febave;

– Realizar a implantação de microchip, na forma de mutirão, nos animais do município;

– Apresentar relatório mensal dos serviços prestados;

– Fornecer dados do microchip para a prefeitura de São Ludgero realizar o cadastro on-line.

 

O que compete ao Município:

– Criar e manter um ponto de apoio para retirada e entrega de animais submetidos ao Hospital Veterinário;

– Responsabilizar-se pelos cuidados pós-operatórios, arcar com as despesas do pós-operatório, translado dos animais e custo de castração e implantação de microchips;

– Cadastrar o microchip no sistema on-line;

– Disponibilizar transporte e alimentação para os profissionais que irão realizar palestras e oficinas nas escolas do município;

– Emitir autorização para liberação de procedimentos;

– Encaminhar somente animais para castração sem proprietários (de rua ou com renda familiar igual ou inferior a 3 salários mínimos).

Assessoria de Comunicação | Bertoldo Kirchner Weber

Slider