Projeto da Lei Aldir Blanc promove ensino musical para estudantes de Criciúma

0
Slider

A Fundação Cultural de Criciúma (FCC), aprovou o projeto Novos Sons, por meio da Lei Federal de Emergência Cultural Aldir Blanc n°14.017. O projeto prevê contemplar alunos de uma escola municipal e que fazem parte do quarto ano do Ensino Infantil até o último ano do Ensino Fundamental. A escola ainda não foi escolhida pelos proponentes do projeto, mas o objetivo é executar a iniciativa ainda no segundo semestre deste ano.

O projeto não foi colocado em prática devido à pandemia causada pelo novo coronavírus. “Estamos aguardando porque talvez tenhamos que implantar adaptações para executar o projeto de forma online”, destaca Carlos Martins, músico e proponente do projeto. “Sempre quis fazer isso, mas só com a renda de músico não foi possível. Com a lei surgiu a oportunidade de fazer um pouco mais por estas crianças”, ressalta.

Os instrumentos utilizados serão o violão e a guitarra. “Primeiramente vamos ter uma aula teórica, uma para apresentar os equipamentos e as primeiras notas e uma terceira para os alunos terem contato com os instrumentos”, diz o músico. O objetivo é avaliar o interesse dos alunos na escola e montar uma turma para ensinar em um período fora do horário de aula. “Estamos avaliando e iremos escolher uma escola que seja em um local socialmente mais vulnerável”, afirma o músico.

Aprovado na categoria de dois proponentes e contemplado com um valor de R$10 mil, o projeto irá arcar com o custo da produção, aluguel de equipamentos de som, divulgação, deslocamento e aquisição do violão para doar ao aluno que mais se dedicar. Segundo o diretor de turismo da Fundação Cultural, Ismail Ahmad Ismail, o projeto cumpre mais um dos propósitos dos editais que é levar o conhecimento e o saber fazer as novas gerações e descobrir vocações e talentos.

Ascom/Prefeitura de Criciúma

Slider