Reforma Protestante completa 503 anos

0
Comunidade Luterana no município de Orleans.
Slider

No dia 31 de outubro de 1517, Martinho Lutero pregava suas 95 teses na porta da capela de Wittenberg, Alemanha. Teses que deram início ao que chamamos de Reforma Protestante. Em suma, o ponto de discussão seria quanto aos absurdos promovidos pela Igreja Católica há época, que detinha um grande poder. Certamente em uma análise, mesmo que superficial, é possível identificar coragem de um monge em realizar tal feito. É evidente que o pensamento que ele tinha estava muito além do seu tempo.

O movimento da Reforma Protestante, que não tinha interesse em romper com a igreja, mas sim como o nome propõe ‘reforma-la’, é o precursor de outros movimentos reformistas. Movimentos estes, que deram surgimento às igrejas protestantes que conhecemos. Atemo-nos ao movimento ocasionado na Alemanha, justamente por ser o ponto crucial do questionamento daquilo que naquele período parecia ser inquestionável. Da coragem, da fé, de um homem que “ousou” debater quanto a um poder que parecia ser inquebrável.

A reforma na Alemanha deu o surgimento à Igreja Luterana. Na cidade de Orleans, tivemos um grande número de imigrante provenientes da Alemanha. Trouxeram consigo sua fé. Os primeiros imigrantes teriam chegado ao município no final do século XIX.

Atualmente a Igreja Luterana é bem consolidada no município, e quem pastoreia a comunidade é o Pastor Gregori Ziel, colunista aqui do Portal de Notícias Canal do Sul.

Mantivemos contato com ele para sabermos como a igreja celebra essa importante data.

“A Reforma Protestante não tem como intenção revelar quem estava certo ou errado. O objetivo era de que o povo de Deus entenda que a salvação é unicamente pela Graça e amor de Deus por nós. Prova disto é que Cristo se entregou numa cruz para perdoar nossos pecados. E isto não compramos sendo bons cidadãos ou religiosos, mas somente pela Fé em Jesus Cristo, como testemunhado nas Escrituras Sagradas, a Bíblia. A Reforma não é divisão, embora infelizmente tenha acontecido, mas a Reforma Protestante quer ser um resgate ao verdadeiro Evangelho que foi esquecido. E, ainda hoje, precisamos falar sobre este amor gratuito de Deus por nós. Sem comercializá-lo, mas recebe-lo pela Fé. Isto foi e é a Reforma Protestante.” declarou o pastor

Slider