Uma Causa Pelas Mulheres: Campanha Agosto Lilás | Clarize Aparecida Carvalho Padilha

0
Slider

A Lei Maria da Penha foi vigorada no ano de 2006 é comemorado no dia 07 de agosto, o assunto relacionado à violência contra a mulher nunca foi tão discutido, infelizmente os casos aumentaram com uma proporção gigantesca. Em meio a tanta violência contra as mulheres veio a brilhante ideia da campanha Agosto Lilás e também por se tratar da data da Lei. Esse assunto tem sido falado com frequência nos canais de comunicação, hoje o Brasil tem registrado uma proporção grande de casos.

Essa campanha como tantas outras veio com a intenção de conscientizar as mulheres que ainda sofrem todo e qualquer tipo de violência. Existem alguns tipos de violência que talvez você desconheça, mais é importante saber: a primeira é a mais conhecida, sendo a Violência Física é o ato de empurrar ou bater, acontece com frequência e ouvimos a típica frase que foi só um tombo da escada. A próxima é a Violência Psicológica que consiste em humilhar na frente dos outros, ameaçar a sua própria vida ou de familiares e falando palavras que mexem com a autoestima da mulher do tipo: (você não vai conseguir mais ninguém a não ser eu), (olha como você está assim ninguém vai te querer) ou (você não é capaz de fazer mais nada sem mim entre outras). Violência Moral é o ato de caluniar e difamar. Violência Sexual é o tipo de violência de: forçar o ato sexual sem consentimento da parceira, mesmo sendo casado isso se configura como abuso. Violência Patrimonial não deixar trabalhar, reter dinheiro destruir objetos ou ocultar bens.

Maria da Penha foi também vítima de violência doméstica, seu próprio marido tentou mata-la, através de um tiro de espingarda desparrado no dorso, isso aconteceu enquanto dormia. Tal acontecimento deixou Maria da Penha paraplégica, essa não foi à única violência sofrida, foi mantida presa em sua própria casa, e passou por momentos difíceis de superar, seu psicológico estava bem abalado, mais mesmo assim ela se reergueu e decidiu lutar pelos direitos das mulheres. Sua luta foi grande até conseguir sancionar a Lei Maria da Penha de 2006, essa mulher representa todas as Marias que assim como ela sofreram ou sofrem pelo simples fato de ser mulher. A Lei foi criada com o intuito de proteger as vítimas e coibir a prática de agressão, essa medida permite a vítima o direito de proteção e distanciamento do agressor.

Hoje em dia é comum assistirmos noticias de violência doméstica, é assustador o crescimento nos casos de Feminicídio, os relacionamentos parecem ser tão perfeitos socialmente, nos posts das redes sociais os casais estão sorridentes e nunca passa por a nossa cabeça que aquela mulher sofre diariamente, mesmo passando por todos os tipos de violência, ela não consegue sair daquele relacionamento abusivo, existe tanta manipulação e ameaças a ela e as pessoas que mais ama. Geralmente ele vem com aquela típica frase: se não é minha não é de mais ninguém, e se ela tenta fugir no dia seguinte não está mais entre nós e acaba sendo mais um número nos casos de Feminicídio.

O Feminicídio é uma realidade, varias vidas são perdidas pelo simples fato de querer ser alguém sem ele, querer ser feliz. Penso que esse assunto tem que ser levado a sério, se você souber de alguém que esteja sofrendo qualquer tipo de violência denuncie.

Slider