Vamos subir para cima? | Dra. Andréa Debiasi

0
Slider

Olá, Leitor! Tudo bem?

Você, provavelmente, já escutou, falou ou escreveu esta expressão: “Vamos subir para cima?”. Se sua resposta foi sim, alerto que o uso está inadequado porque as palavras subir e cima têm igual significado. Portanto, torna-se incorreto utilizar, assim como outros exemplos que veremos, na sequência.

Na Língua Portuguesa, isso se chama Pleonasmo, isto é, “ser mais que o suficiente”, “redundante”. É uma Figura de Linguagem que se caracteriza, fundamentalmente, pelo emprego de palavras repetitivas. Ele pode ser de dois tipos: vicioso ou literário.

Nesta coluna, apresento o Pleonasmo vicioso, que ocorre quando palavras redundantes, com o mesmo significado, são utilizadas sem nenhuma função em determinada frase, uma vez que o sentido completo da mensagem já foi expresso por outra(s) palavra(s) escrita(s), anteriormente.

A seguir, outros exemplos bem comuns de Pleonasmo vicioso:

– adiar para depois;

– consenso geral;

– conclusão final;

– encarar de frente;

– protagonista principal;

– outra alternativa;

– repetir de novo;

– surpresa inesperada;

– ver com os olhos.

Aqui foram apresentados alguns exemplos. Em outra oportunidade, serão destacados outros.

Até a próxima coluna e boa aprendizagem!

Slider