10/01/2024 às 21h33min - Atualizada em 10/01/2024 às 21h33min

Itapema, Porto Belo e BC somam mais de R$10 bilhões em vendas de imóveis em 2023

Foto: Arkidá Gestão de Investimentos
 
 
 

Além de ter se consolidado como a cidade que teve a maior valorização imobiliária do ano, com 19,58% de alta no preço dos imóveis, Itapema também encerra 2023 com outro dado positivo: o município é o líder de vendas de imóveis, tanto em valor como em quantidade. Foram 3.796 unidades, o que representa R$ 4,3 bi, segundo a plataforma DWV.

Ainda de acordo com o app, que reúne informações de imóveis de médio e alto padrão de todo o país, em segundo lugar no levantamento ficou o fenômeno do segmento deste ano, Porto Belo. Na cidade, 1.919 unidades foram vendidas em 2023, o equivalente a R$ 3,3 bi.

A famosa Balneário Camboriú figura na terceira colocação. Apesar de registrar um número menor de unidades vendidas, foram 639 neste ano, o município ainda se destaca pelo alto preço dos imóveis, fechando 2023 com um total negociado de R$ 3,2 bilhões.

Completando a lista das cinco cidades onde mais foram vendidos imóveis, de acordo com a plataforma DWV, estão Curitiba (PR), com 2.837 imóveis e o valor total de R$ 2,7 bilhões, e Itajaí onde foram comercializados 1.824 unidades, o que chegou a R$ 1,8 bilhão de negócios.

Para o arquiteto, especialista na região, Fabrício Pavesi, além de estar próximo a Balneário Camboriú, o município de Itapema assumiu a liderança do mercado imobiliário por oferecer mais opções para quem busca imóveis para morar ou investir.

“Itapema atualmente oferece imóveis desde o médio ao alto padrão, o que contempla todos os públicos. Desta forma, além da localização privilegiada, de uma infraestrutura em constante melhoria, e da qualidade de vida, na cidade os clientes ainda conseguem escolher um imóvel dentro da sua realidade e as construtoras oferecem diversas vantagens para assegurar a venda”, explica Fabrício Pavesi.

Comparativo com 2022
Na comparação com 2022, Itapema também se destaca. No ano anterior, a cidade teve 2.893 imóveis vendidos e um total de quase R$ 2,9 bilhões. Em 2023, foram 903 vendas a mais do que no ano passado, o que representou R$ 1,4 bi a mais em unidades negociadas.

Já Porto Belo, em 2022, registrou o total de R$ 1,4 bilhão pela venda de 1.313 unidades. Em 2023, foram 606 imóveis a mais vendidos e no total quase R$ 1 bilhão a mais.

Em Balneário Camboriú, no ano passado foram 623 unidades comercializadas, somente 16 a mais do que em 2023. Com relação ao total vendido, BC acumulou R$ 2,1 no ano anterior e R$ 3,2 agora.

Valor do m²
Mas quando a análise leva em consideração o valor médio do m², a estrela Balneário Camboriú dispara na frente, R$ 27.529,55.

Na sequência, aparecem Porto Belo e Itajaí, onde o valor médio do m² atual, respectivamente, é de R$ 12.638,22 e R$ 12.264,08.

Fechando a análise dos locais com metro quadrado mais caro, segundo a DWV, estão Curitiba onde a média é de R$ 11.020,68, e Itapema que registra R$ 10.887,19 o preço do m² atual.

 
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://canaldosul.com.br/.