28/09/2023 às 22h40min - Atualizada em 28/09/2023 às 22h40min

Unibave abre inscrição para o programa Universidade Gratuita do Governo do Estado

Os interessados em participar do programa devem estar regularmente matriculados no Unibave

Foto: Ascom/Unibave
 
 
 
As inscrições para o programa Universidade Gratuita, do Governo do Estado de Santa Catarina, iniciaram hoje e vão até dia 25 de outubro. Os interessados em participar do programa devem estar regularmente matriculados no Unibave e preencher o cadastro no site da Secretaria de Estado da Educação (SED).

Documentação

A segunda etapa de inscrição, é a apresentação de documentos comprobatórios na Central de Atendimento ao Estudante (CATE) no campus do Centro Universitário Barriga Verde (Unibave), até o dia 25 de outubro.

A coordenadora da Central de Atendimento ao Estudante (Cate), Kátia Sorato, lembra que para concorrer a esta modalidade de bolsa é fundamental se enquadrar em alguns critérios conforme definidos pelo Governo do Estado:

– Ser natural do Estado ou residir nele há mais de cinco anos, contados retroativamente a partir da data de ingresso na Universidade;

– Índice de Carência, observados a renda familiar per capita mensal;

– Situação de desemprego do aluno e do grupo familiar;

– Gastos familiares mensais com habitação (aluguel ou financiamento);

– Gastos familiares mensais com educação (de Educação Infantil à Graduação); – Gastos familiares mensais com tratamento de doenças crônicas;

– Estar cursando a primeira graduação com recursos públicos estaduais, desconsiderados para esse fim os cursos de licenciatura curta;

– Preferencialmente, ser oriundo do ensino médio ou equivalente de escolas das redes públicas de ensino catarinenses ou de instituições privadas, com bolsa integral ou parcial;

– Possuir renda familiar per capita inferior a quatro salários mínimos nacionais.

O Programa Universidade Gratuita

O Universidade Gratuita é o apoio para quem quer estar em uma universidade, mas tem dificuldade para pagar as mensalidades. Para o Sistema ACAFE, serão R$ 1,2 bilhão investidos até 2026, gerando até 70 mil vagas, sendo até 28 mil delas ainda em 2023.

Em contrapartida, os alunos retribuem com 20 horas de trabalho na sua área de formação, para cada mês que estudarem de graça. Isso pode ser durante o curso ou até 2 anos depois de se formar. As universidades participantes possuem um termo de cooperação com diversas instituições nas quais os alunos irão retribuir com o seu trabalho.

Ascom/Unibave
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://canaldosul.com.br/.